skip to Main Content
(41)3022-1240 | (41) 98831-8630
METADE DOS BRASILEIROS ESPERA CONTAR SÓ COM INSS NA VELHICE, DIZ PESQUISA

METADE DOS BRASILEIROS ESPERA CONTAR SÓ COM INSS NA VELHICE, DIZ PESQUISA

Em tempos de discussão sobre reforma da Previdência, quase metade (47%) dos brasileiros que ainda não se aposentaram espera contar com os recursos do INSS para se manter na velhice. Já 12% declararam não ter a menor ideia de onde virá o sustento na aposentadoria.

É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Datafolha para a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

De acordo com o levantamento, 28% das pessoas pretendem continuar no mercado de trabalho quando estiverem na idade de aposentadoria, enquanto 2% acreditam que terão apoio dos filhos ou da família.

“O planejamento financeiro para a aposentadoria é fundamental, principalmente no momento em que se discute o déficit da previdência pública, com a iminência de uma reforma nesse setor”, declarou Ana Leoni, superintendente de Educação e Informações Técnicas da Anbima.

Apenas dois em cada dez brasileiros (21%) afirmaram que estão se planejando financeiramente para a aposentadoria; 10% pretendem utilizar o dinheiro de aplicações financeiras, 6% vão contar com um plano de previdência privada, 4% receberão aluguéis de imóveis que possuem e 1% diz ter economias guardadas.

“Não importa a fase da vida em que a pessoa esteja, nunca é cedo ou tarde demais para começar a poupar”, disse Ana Leoni.

Entre os aposentados, 89% contam só com INSS

Grande parte dos aposentados depende da previdência pública. O levantamento da Anbimamostrou, ainda, que 89% dos brasileiros que já se aposentaram vivem exclusivamente da renda paga pelo INSS.

Apenas 6% dos aposentados contam com previdência privada, 2% têm renda de aluguéis e 1% usam o dinheiro aplicado em produtos financeiros. Outra parcela continua fazendo bicos (2%) ou depende de ajuda da família (2%).

Gastos aumentam com a velhice

A pesquisa da Anbima apontou que o brasileiro que ainda não se aposentou acredita que suas despesas vão aumentar (46%) ou se manter (41%) na velhice, mas apenas 28% imaginam que seu padrão de vida será pior que o atual.

Entre os que já se aposentaram, seis em cada dez confirmaram que seus gastos são maiores agora. Mesmo assim, 41% deles consideram seu padrão de vida igual ao que tinham antes da aposentadoria e 34% dizem que melhorou.

“É preciso trazer à tona a realidade e alinhar as expectativas. Independentemente do que as pessoas esperam para o futuro, fazer uma reserva é o único caminho para que a tranquilidade tão desejada se torne realidade”, afirmou Ana Leoni.

Foram entrevistadas 3.374 pessoas em todo o Brasil, distribuídas em 152 municípios, das classes A, B e C, a partir dos 16 anos. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

Fonte: IBDP

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top
Conversar agora
Fale com um especialista agora
Olá, estou acessando pelo site. Estou com uma dúvida poderia me ajudar?
Powered by